Hamburgueria [6] — Tubaína Bar

Tubaína Bar

Falar sobre hambúrguer no atual contexto é maldade até para mim, que não sei quando comerei um novamente. Mas estamos aqui, tentando não deixar essa seção morrer, não é mesmo? E também fazendo a lista de lugares para ir quando tudo isso acabar…

O Tubaína Bar não é simplesmente uma hamburgueria, pois no cardápio deles também tem opções de saladas, caldos e pratos. E foi justamente essa variedade que fez com que eu e meu namorado (que não estava podendo comer hambúrguer) fôssemos até la.

Localizado na Rua Haddock Lobo, 74, perto tanto da estação Paulista (linha amarela) quanto da estação Consolação (linha verde), o Tubaína Bar tem um ambiente bem aconchegante, com pouco luz, móveis de madeira (que garantiram a eles o selo de bar sustentável) e uma música ambiente bem gostosa.

Além da possibilidade de escolher entre prato ou lanche, o cardápio deles conta com opções vegetarianas e veganas, tanto na parte salgada quanto na doce.

Eu experimentei o lanche Piracicabano, que vem com queijo cheddar, maionese de alho, panceta e picles. O lanche veio com bastante queijo o que, confesso, salvou o prato, com a ajuda, claro, da maionese. Isso porque não achei o hambúrguer tão saboroso quanto outros que já experimentei. Mas também não é uma carne muito seca, o que já melhora em muito o lanche. O hambúrguer ainda veio acompanhado de batata frita tipo chips, que estavam boas, mas com um leve gosto de queimado.

tubaína 9

Como esperado, o cardápio deles é recheado de Tubaínas que, descobri agora, não é uma marca, mas um tipo de refrigerante. E eles oferecem rótulos produzidos por pequenos fabricantes. Eu experimentei o Cotubaína, que é bem parecido com guaraná mesmo e meu namorado experimentou o Real, que é super diferente, parece mais leve e tem cor de coca-cola.

tubaína 10

Por fim, pedimos, de sobremesa, o bolo de nutella vegana com sorvete. O bolo é gostoso, mas confesso que preferiria um de nutella normal mesmo (só porque, na verdade, ele provavelmente seria mais doce).

tubaína 11

Você já foi no Tubaína bar?

Hamburguerias [3] — Stage Burger

stage blog 1

Hoje é dia de gordice! (Pelo menos aqui no Blog, porque na vida real a gente finge que é saudável). Então vamos conhecer mais uma hamburgueria? Essa eu duvido que vocês já tenham ouvido falar!

O Stage Burger nasceu em 2016, na Vila Mascote, mas só conheci essa hamburgueria agora. Além disso, não conheci a matriz — que, pelo que vi, parece ser maior e mais aconchegante — mas sim a filial da Vila Mariana. Essa unidade foi pensada num estilo food truck, mas com uma área coberta e fechada (o que foi ótimo, pois no dia que eu fui estava muuuito frio). O lugar é tão pequeno que o endereço não está nem no site deles, mas fica na rua Sena Madureira, 42, pertinho do Metrô Vila Mariana (Linha Azul).

Uma coisa super legal do Stage Burger é que é você quem monta o seu lanche, escolhendo o hambúrguer, o tipo de pão e de queijo e os adicionais, assinalando suas preferências em um papel como o que está com o lanche na imagem abaixo.

stage blog 12

(confesso que eu e meus amigos nos divertimos preenchendo o papel do pedido, montando nossos lanches)

O lanche, ao menos nessa unidade, veio em uma cestinha, com o papel do pedido e uma porçãozinha de maionese. Também pedi fritas, que vieram numa generosa porção. Esse não é um daqueles lanches para entrar nos preferidos da vida, e, pelo sabor, o preço também não é dos mais atraentes (existem locais mais baratos e com lanches mais gostosos). Mas o fato de você poder montar um lanche do seu jeitinho torna o lugar muito convidativo e agradável. Não provei o milkshake deles, mas para quem gosta, existe essa opção também!

E aí, vocês já tinham ouvido falar do Stage Burguer?

 

Hamburguerias [1] — Jerônimo

jeronimo 5

Não, meu caro leitor, a sua fome não está te fazendo ver coisas! Quem me acompanha por aqui sabe que no Resumão de Setembro eu falei que estava com alguns novos planos para o Blog. E cá estou eu, inaugurando a mais nova seção do Blog das Tatianices: Hamburguerias. E por que? Oras, porque eu amo um bom hambúrguer e nada como poder unir o útil ao agradável! O Blog continua sendo de livros. Mas também será de hamburgers (e o que mais de na telha).

A ideia é trazer por aqui, vez ou outra, um post sobre alguma hamburgueria que fui, com fotos, preços e, claro, minha opinião sobre o local e sobre o lanche que comi. Sou meio fresca com comida, então vocês quase sempre verão por aqui lanches mais simples. Até mesmo hambúrguer com muito bacon eu tento evitar. Mas, sempre que possível (leia-se: sempre que eu lembrar) vou tentar comentar sobre as opções do cardápio, principalmente lanches vegetarianos.

E fica um alerta: não leia esses posts se estiver com fome!

Para dar início à essa maravilha, decidi falar sobre o Jerônimo Burguer. Bora?

Para quem não sabe, o Jerônimo é uma rede fast food do mesmo dono do Madero. Então, se você conhece o Madero, já deve imaginar que o Jerônimo é de dar água na boca. Mas o que torna tudo ainda melhor são os preços! Claro que preços menores também tiram um pouco da qualidade (e até da beleza) dos lanches, mas eles continuam sendo ótimos (já comi mais de uma vez, confesso).

jeronimo 6
Desculpa, gente, a fome era tanta que não deu para caprichar um pouco mais na foto!

Apesar do Jerônimo ser uma rede, só conheço uma das unidades, então meus comentários são baseados no que vi ali. A unidade em questão é a do Habitat Bradesco (São Paulo).

O ambiente é super agradável e descontraído, com música ambiente, mesas de tamanhos variados e algumas até com tomada, luzes bonitas e grafites bem coloridos. O pedido é feito em totens onde, ao final, você escreve o nome pelo qual quer ser chamado.

jeronimo 7

Com relação a esses totens e ao fato de você retirar seu pedido quando chamado por seu nome, algumas considerações:

  1. Cuidado com nomes muito comuns! Na hora de ser chamado, você pode acabar pegando o pedido de outra pessoa com o mesmo nome que o seu. Na notinha do pedido tem um número de controle também, não se esqueça de verificá-lo.
  2. Falta de acessibilidade para surdos. Sim, porque, para retirar o pedido, você aguarda ser chamado por seu nome. Ao menos na unidade em que fui, não havia uma telinha mostrando os nomes chamados. Uma coisa simples, mas que faria toda a diferença nesse quesito.

O lanche fica pronto rápido e, apesar de relativamente simples, é extremamente saboroso. A maionese deles é excelente, não deixe de pegar! Com essas batatas onduladas então, fica sensacional!

As opções de lanche não são muito variadas: tem cheeseburger (que foi o que comi), cheeseburger bacon, cheeseburger chicken crispy e cheeseburger vegetariano. Todos os lanches podem ser consumidos no tamanho P, M, G ou GG.

Eu também já provei a salada deles, que é bem básica, mas muito saborosa: alface, tomate, bacon e um molho especial. Sim, vai bacon na salada. Por mais que seja possível pedir sem bacon, isso me fez refletir se ela seria uma opção realmente vegetariana.

Nunca experimentei as sobremesas deles, então fico devendo uma opinião sobre isso…

Quem aí já foi no Jerônimo Burguer?