Resumão ~ Outubro de 2020

O fim do ano se aproxima a passos largos. Mas tenho pensado muito sobre a questão do tempo… Ao menos do tempo que nós estabelecemos. Horários, calendários, datas comemorativas… Essas coisas não ganharam (ou deveriam ter ganhado) um novo significado em 2020?

Muitas vezes enxergamos a chegada de um novo ano como a solução para muitos problemas. Porém, sabemos que estamos apenas nos enganando. E agora mais do que nunca.

Se é assim, contudo, sempre é tempo, não? Tempo de refletir, de mudar, de recomeçar. E é isso que vejo para este mês de novembro: um mês de novidades, de (mais) reflexão, de recomeços. Nunca é tarde (ou cedo demais — e juro que isso não foi uma tentativa de fazer uma brincadeira com a música).

Uma das novidades do mês de novembro é que acabei de criar uma newsletter para o Blog. O que é isso? Nada mais é do que um email que enviarei quinzenalmente aos interessados, com um resumo dos posts, além de outras informações sobre lançamentos, eventos, parcerias literárias — coisas que nem sempre consigo trazer aqui, em suma. Se você tiver interesse em receber a newsletter, basta deixar seu email aqui ou nos comentários.

Também pretendo mexer em algumas abas daqui, mas nada que influencie nos posts, apenas na minha apresentação mesmo. E para o instagram, tenho pensado em formas de compartilhar ainda mais minhas leituras nacionais, pois sinto que os autores ainda não são valorizados e reconhecidos como merecem.

Mas antes de tudo isso, vamos ver o que rolou no Blog em outubro, não? Vai que você perdeu algum post que possa te interessar!

Comecei o mês com um post sobre o mestrado, explicando o que sei sobre a avaliação CAPES. Se você faz ou pensa em fazer uma pós-graduação, recomendo fortemente que leia.

Em seguida, avançando em minha leitura de As mil e uma noites, escrevi alguns diários de leitura: figuras femininas e masculinas, brincadeira sem limites, a whole new world — este último, finalmente sobre a história do Aladim!

Dentre os demais conteúdos, falei sobre biblioteca viva, sobre críticas e também trouxe dicas de materiais de italiano gratuitos.

As resenhas de outubro foram:

Já as leituras foram poucas, ao contrário do trabalho, principalmente com livros. Em outubro eu li:

  • Positivo (Marcela Brazão)
  • Gostosuras ou travessuras (Editora Lettre)
  • Árvore de espíritos (Michelle Pereira)

No momento, estou lendo “A bibliotecária de Auschwitz” (Antonio G. Iturbe) e, claro, “As mil e uma noites”.

E vocês, o que têm feito? O que têm lido?

Resumão ~ Julho de 2020

É chegado o dia de nos despedirmos de mais um mês. Só eu achei que julho passou voando? Fora que, mesmo sem sair de casa, parecia que 24 horas era pouco para fazer tudo o que eu queria…

Mas também, julho realmente foi um mês literariamente intenso! A começar pelo fato de ter sido o mês da pré-venda de “Um amor para chamar de meu” (hoje é o último dia para adquirir seu exemplar físico, corre!).

Eu fiz muitas leituras que ainda não posso comentar por aqui, mas que foram ótimas. E, claro, continuei lendo “As mil e uma noites”, como vocês puderam ver nos diários 5 — A repetição em As mil e uma noites —, 6 — A riqueza de um clássico —, 7 — Choque temporal —, e 8 — fechando histórias abertas.

Também foi neste mês que dei início a uma nova sessão aqui do Blog, sobre ensino e aprendizagem de línguas. O primeiro post foi “como aprender novas línguas?“. E em breve tem mais! Além disso, também escrevi sobre enfrentar a página em branco (pensando principalmente no âmbito do mestrado).

A tradução que eu trouxe esse mês foi sobre Blackout poetry, uma técnica que vale a pena conhecer! E, ainda mergulhando no universo literário, quis falar um pouquinho sobre o que há dentro de um livro.

As resenhas de julho foram apenas três, mas de obras incríveis e nacionais que vocês deveriam ler:

Minhas leituras foram os dois livros e o conto acima, além de uma leitura beta e várias revisões de livros que, em breve, espero poder apresentar a vocês. E também andei escrevendo mais um conto…

E não posso deixar de dizer que esse mês ainda teve a FLIPOP, dessa vez, 100% online. Para quem não sabe, a FLIPOP é um Festival de Literatura Pop organizado pela Editora Seguinte e as mesas desse ano foram incríveis. Para nossa sorte, elas estão gravadas lá no canal da Seguinte.

Mas e para vocês, como foi esse mês de julho?