Um caso com meu chefe — Bell Cunha

Título: Um caso com meu chefe
Autora: Bell Cunha
Editora: Sekhmet
Páginas: 34
Ano: 2017

um caso com meu chefe

Sabe aquele dia em que você está atrasada e parece que tudo dá ainda mais errado? Pois é assim que começa a história de Rebeca, justamente no dia em que ela irá conhecer Henrique, seu novo chefe. Este, por sua vez, vai assumir a presidência da empresa de seu pai, que está se aposentando. E ele herda, além da empresa, a secretária de seu genitor. Uma secretária um tanto quanto atrapalhada e respondona que é ninguém menos que… Rebeca! E ela já chega trombando com ele (sem saber que é seu novo chefe) e xingando…

Pelo título já dá até para imaginar o que vem por aí, certo? Rebeca e Henrique, logo de cara, são obrigados a viajar à trabalho, tendo de se hospedar no mesmo quarto (ainda que seja um quarto com duas camas!). O desenrolar dos fatos é bem interessante.

Um caso com meu chefe é uma daquelas leituras leves e divertidas. E quentes também, claro. Esse livro é bem curtinho, ainda que a história pudesse ter sido muito mais desenvolvida. Tudo acontece bem rápido e sem aprofundar muito, mas é uma leitura para esquecer dos problemas e até mesmo para tentar superar um ressaca literária.

Quer conhecer Rebeca e Henrique e saber o que acontece com eles? Então clica aqui!

 

 

Coração de Espinhos — Hadassa M Vaz

Título: Coração de Espinhos
Autora: Hadassa M Vaz
Editora: Sekhmet
Páginas: 61
Ano: 2019

coração de espinhos blog

Coração de Espinhos é um daqueles livros que trazem uma temática delicada, mas sem medo de ir direto ao ponto. Logo de cara, portanto, nos deparamos com Jana, uma adolescente de 15 anos que está grávida de Henrique, seu namorado de 17 anos. Esta, porém, não é uma história sobre um garoto que abandona sua namorada ao descobrir que ela está grávida, ou então sobre pais adolescente irresponsáveis. Muito pelo contrário, Coração de Espinhos fala sobre uma difícil escolha que esses dois adolescentes tiveram de fazer: a de colocar o filho para adoção, pois não teriam condições de criá-lo como gostariam, e também porque os pais de Jana não os apoiariam.

Essa decisão, porém, não foi nada fácil, e ainda que Henrique continuasse sendo um namorado presente e atencioso, o peso de não poder criar o próprio filho acabou minando o relacionamento desse casal adolescente.

“Então eles se afogaram juntos… E se afastaram”

E ainda que a separação pudesse ser um caminho natural — afinal, eles eram jovens, tinham muito a aprender e descobrir — chegar a ela, e mesmo ao que se seguiu, não foi nada fácil. E o fato de cada capítulo se chamar “espinho” ao invés de “capítulo”, deixa claro isso. O livro, portanto, é composto por nove espinhos, e um capítulo final. Se o amor é rosa, ele deve passar, também, por todos esses espinhos.

Na maior parte da história ficamos mais próximos de Jana e se ela fosse narrada somente por essa personagem teríamos a impressão de que Henrique seguira a vida enquanto ela ficara estagnada, sofrendo. Mas aos poucos vamos percebendo que não é bem assim…

“As pessoas mudavam muito com o passar dos anos, em vários momentos, ela nem mesmo conseguia se reconhecer naquela menina do seu passado”

Depois de cinco anos, para tentar colocar a vida de volta nos eixos, Jana decide buscar seu filho. E, para isso, ela precisa de Henrique. A reaproximação dos dois não é nada fácil, pois o relacionamento não havia acabado da melhor maneira possível. E sem contar que, em cinco anos, as pessoas podem mudar muito.

“Ele não era mais o garoto que ela um dia amou, mas para sua consternação e confusão, ele havia se tornado um homem que ela poderia amar”

É muito bacana acompanhar o crescimento desses dois protagonistas e ver os rumos que as histórias deles vão tomando. Coração de Espinhos é um livro extremamente curto e denso e que, além de ser direto, retrata algo que nem sempre é explorado em histórias que falam sobre gravidez na adolescência.

Quer saber como termina a história de Jana e Henrique? Clica aqui.