Citações #50 — Laços Divergentes

Depois da resenha de Laços Divergentes, da autora Michele Meneses, trago aqui alguns trechos que separei durante a leitura, mas que acabei não inserindo no meu post anterior.

Vale lembrar que a obra nos apresenta a Amtullah, uma jovem iraquiana que vem fazer um intercâmbio no Brasil.

“Uma coisa é certa: esse intercâmbio me fará voltar pra casa uma quantidade incontável de vezes mais sentimental que já fui em toda a minha vida”

Para além deste grande tema, contudo, a obra também fala sobre outros assuntos importantes, como os caminhos que decidimos percorrer em nossas vidas e o quanto as escolhas que temos de fazer nos afetam.

“Quando pensava no futuro, nada parecia ser o que desejava”

Ou então sobre a necessidade de valorizamos melhor aquilo que temos de mais importante em nossas vidas: o tempo.

“A vida nem sempre é perfeita com as pessoas que convivemos, mas, com o tempo tão escasso que teremos ao seu lado, não podemos nos dar ao luxo de prolongar dias ruins”

Como não poderia deixar de ser — e isso provavelmente já até ficou claro —, esta é uma história recheada dos mais variados sentimentos.

“Eu nunca o tinha visto chorar, mas, naquele instante, uma lágrima solitária escorreu pelo seu rosto e me fez desmontar por dentro. Ele também sofria”

E ainda conta com uma pitada necessária e gostosa de romance.

“Talvez, muita gente nem saiba que, vez ou outra, um grande amor pode ser vivido sem nem ser revelado”

Por fim, dando um toque especial à narrativa, temos o fato da protagonista ser uma garota como nós, real, cheia de sonhos, desejos, angústias e necessidades.

“Eu não sou alguém vaidosa, mas há momentos em que uma garota precisa de certas palavras para se sentir bem consigo mesma”

Se quiser ler esta obra, clique abaixo. Além de garantir o seu exemplar, você ainda contribui para o Blog das Tatianices (sem pagar nada a mais por isso).

Laços divergentes — Michele Meneses

Título: Laços divergentes
Autora: Michele Meneses
Editora: Publicação independente
Páginas: 171
Ano: 2021

O quanto você sabe sobre islamismo?

Reconheço que sei muito pouco e, por isso, a capa e a sinopse de Laços divergentes logo despertou minha curiosidade.

“Aquela frase foi o ápice. Podia ser apenas um comentário engraçado para elas, mas não pra mim. Desde quando o Islã se tornou sinônimo de terrorismo?”

A história é narrada por Amtullah, uma jovem que vive no Iraque com sua família, mas que tem o grande sonho de fazer um intercâmbio para o Brasil, mesmo que isso seja um absurdo para seu pai.

“Que tipo de amiga eu seria se quisesse te impedir de realizar um dos seus maiores desejos ao invés de te ajudar?”

Amtullah, no entanto, está decidida em seus desejos e consegue realizar esse grande sonho. E eu estava muito empolgada de ver como essa garota se sairia em nossa terra, principalmente pensando nas tantas diferenças que encontraria por aqui.

“Mais uma das experiências singulares que eu jamais teria vivido se não tivesse persistido no meu grande sonho”

Um pouco depois de Amtullah chegar ao Brasil, porém, a história toma um rumo que eu, confesso, não esperava. E, infelizmente, acabei me decepcionando um pouco com essa reviravolta, porque não encontrei o que esperava e ainda fiquei com um certo pé atrás, uma vez que, devido ao meu desconhecimento, não sei o quanto essa narrativa pode ou não gerar algum tipo de desconforto com relação às fés ali envolvidas.

“As pessoas mudam. Esse não é o lugar à que meu novo eu pertence”

No geral, porém, gostei de realizar esta leitura. Até leria uma continuação, caso existisse.

A escrita é leve, positiva e aborda não apenas a questão do intercâmbio, das diferenças culturais e religiosas, mas também da amizade, da família e da necessidade de buscarmos aquilo que nos torna felizes.

“Saudade, medo, insegurança… Tudo parecia se misturar dentro de mim”

Para católicos ou para quem tem curiosidade sobre a bíblia, também há diversas passagens desta e algumas opções de interpretação, então pode ser uma forma de iniciar este percurso que, certamente, não é dos mais fáceis.

E se você acha que este livro é para você, não deixe de saber mais sobre ele clicando aqui embaixo!