Tatianices recomenda [11] — Skoob

Neste Tatianices recomenda venho falar um pouco sobre o Skoob. E esse é um daqueles posts que já deveriam ter sido escritos há tempos, mas que, ao mesmo tempo, eu não achava que fosse necessário escrever.

Para quem não sabe, o Skoob (books, de trás para frente — eu fiquei chocada quando descobri isso, ok?) é uma espécie de rede social para leitores. E foi criada por brasileiros! Eu, mesmo adorando essa plataforma, confesso que não uso nem metade dos recursos que ela disponibiliza, tudo de forma gratuita.

Mas, vamos do princípio. Para criar uma conta no Skoob, basta acessar o site https://www.skoob.com.br/. A rede também tem aplicativo disponível para Android e Ios. Tudo gratuito, tá?

Depois de criada a sua conta, você pode buscar por amigos — para acompanhar o que eles andam lendo — e entrar em grupos. Confesso que essas são coisas que não uso muito e que seriam o lado mais “rede social” do Skoob. Quem quiser me adicionar por lá, meu perfil está aqui.

Outra funcionalidade do Skoob, porém, que é a que mais uso mesmo, é a de “organizador de leituras”. Por meio dessa plataforma você pode marcar todos os livros que já leu, os que quer ler, os que está lendo, os que abandonou, os que gostaria de ter, os que tem e os que emprestou. Você ainda pode criar uma meta de leitura para o seu ano e acompanhar quantas páginas já leu (na vida ou durante o ano), pode escrever resenhas dos livros lidos, anotar o progresso da sua leitura atual e avaliar os livros.

Esse mês eu falei bastante sobre livros encalhados ou livros que preciso ler e o Skoob me ajuda a entender muito isso, porque não são apenas os livros físicos que tenho acumulado e lidar com ebooks pode ser uma bagunça!

Também dá para participar de sorteios de livros (geralmente lançamentos) e, para isso, basta ir na parte de “cortesias” e clicar em “quero participar”. Sério, só isso mesmo! E para quem acha que é balela, já ganhei dois sorteios por lá!

Mas eu confesso que quis escrever esse post para poder falar sobre o Skoob PLUS. Apesar do nome, não se trata de uma funcionalidade paga dessa plataforma. O PLUS é apenas um upgrade gratuito que te permite ser um “trocador” de livros via Skoob.

E como funciona isso? É bem simples: você marca os livros (físicos) que tem e que está querendo se desapegar como “quero trocar”, atribuindo a cada um o valor de um ou dois créditos. Qualquer pessoa que tenha esse livro como “desejado” e que seja um skoober plus verá que seu livro está disponível para troca e poderá solicitá-lo, caso tenha a quantidade de créditos necessários. E como conseguir créditos? Trocando seus livros! Ou seja, primeiro você começa enviando livros seus, para aí poder solicitar os livros que deseja. Assim que um skoober recebe um livro seu, você ganha os créditos correspondentes e ele e está apto a realizar trocas.

Aí você, leitor deste Blog, ainda cheio de dúvidas, me questiona: “tá, e porque eu me cadastraria nesse site e trocaria livros por ele se, para isso, eu vou ter que ir até uma agência do correio, pagar pra enviar um livro para, só então, poder, talvez, pedir um livro que eu queira, e que não será novo? Não é mais fácil eu ir logo numa livraria e comprar o livro novinho? Ou talvez passar num sebo? Comprar pela Amazon?”

Bom, vamos lá: em primeiro lugar, como eu disse lá em cima, é uma forma de você passar adiante livros que não quer mais, e abrir espaço para novos livros em sua estante. Além disso, ainda que você tenha de pagar para enviar seu livro, é possível enviá-lo como registro módico pelos correios, e costuma ficar super barato (acho que o mais caro que paguei não chegou a R$15,00). Por fim, você realmente não receberá um livro 100% novo, mas as pessoas costumam ser sensatas e não colocar para troca livros caindo aos pedaços (ao menos eu nunca recebi um assim). Ano passado fiz nove trocas nesse esquema e gostei bastante!

O que me motivou a escrever tudo isso foi o fato de que, ainda que muitas pessoas usem Skoob, essa é uma plataforma que ainda poderia se expandir muito — sendo extremamente útil para leitores e escritores — e também porque acho que muitas pessoas mais poderiam usar o PLUS e se beneficiar do prazer de trocar um livro (ou vários).

Claro que existem outros sites/plataformas/aplicativos com funcionalidades semelhantes, mas trouxe aqui aquele que conheço e que adoro. Quem mais usa Skoob aqui? E semelhantes?

Tag: Skoob – minha estante virtual

Hoje resolvi trazer uma TAG que achei legal e que que vi há um tempo no blog A Bookaholic Girl, administrado pela Camila.

Criei minha conta no Skoob somente no final do ano passado, então ela está atualizada com minhas leituras mais recentes. Vamos nessa?

1. Quantos livros você tem na sua aba LIDOS?

353 livros.

2. Qual livro você está lendo agora?

I pesci non chiudono gli occhi – Erri de Luca

3. Quantos livros tem na sua aba QUERO LER?

Apenas 9. Mas poderiam ser todos que ainda não li em minha vida…

4. Você está relendo algum livro? Se sim, qual?

Nesse momento não.

5. Quantos livros você abandonou? Quais?

Apenas um: Iracema (pois é).

6. Quantas resenhas você tem cadastradas no Skoob?

19 resenhas. Todas elas postadas aqui também.

7. Quantos livros avaliados?

141 livros

8. Quantos livros tem na sua aba FAVORITOS? Cite alguns.

46 livros, dentre eles a Princesinha (eu deveria fazer resenha desse livro que já li umas 4 vezes), o livro das Tatianices, Anarquistas graças a Deus (quando descobri que biografias são legais), O diário de Anne Frank (quando comecei a me interessar por histórias sobre o Holocausto), Menino de Ouro (um dos favoritos dos favoritos)…

9. Quantos livros tem na sua aba TENHO?

143… rs

10. E na aba DESEJADOS?

Apenas 24… (e para quem ficou curioso são: O caçador de pipas; o tatuador de Auschwitz; Ensinando a transgredir; Tulipas azuis; O livro dos dias; Como viver eternamente; Meu menino vadio; O prisioneiro do céu; Nick e Norah, uma noite de amor e música; Malas, memórias e marshmallows; Contos Russos – Tomo III; O mago e o guerreiro; Céu sem estrelas; Redoma de Vidro; Os 13 porquês; Allegro em Hip-Hop; Três é demais; Correndo descalça; 13 segundos; Heroínas; Vocação para o Mal; Sonata em Auschwitz; A garota que bebeu a lua; A bibliotecária de Auschwitz).

11. Tem algum livro emprestado?

Somente “A arte de ler“.

12. Você quer trocar algum livro? Se sim, qual?

Ah, eu trocaria alguns, mas pelo skoob dá preguiça rs.

13. Você tem uma meta no Skoob? Já cumpriu?

Não é uma meta muito específica. No momento tenho 30 livros ali e já li 28 deles.

14. Qual o número no seu paginômetro atualmente?

83.295 páginas e contando…

15. Qual o link do seu perfil no Skoob?

https://www.skoob.com.br/usuario/4258309

As cinco pessoas que você encontra no céu – Mitch Albom

Título: As cinco pessoas que você encontra no céu
Original: The five people you meet in heaven
Autor: Mitch Albom
Editora: Sextante
Páginas: 188
Ano: 2018

Eis a resenha do primeiro livro que ganhei em um sorteio de cortesia do Skoob! As cinco pessoas que você encontra no céu é um livro que nos faz refletir sobre nossas vidas e nossas ações.

Trata-se da história de Eddie, que após ferir a perna na guerra é enviado de volta para seu país, onde passa a trabalhar como mecânico de manutenção em um parque de diversões. O livro começa pelo fim, mas não à maneira Machadiana; apenas começa com a morte de Eddie, para que a narrativa, em si, possa ocorrer.

“Mas todos os fins são também começos. Embora, quando acontecem, não saibamos disso”

As cinco pessoas que você encontra no céu (p.9)

Eddie morre exatamente no dia de seu aniversário de 83 anos, em um acidente no parque em que trabalhava. A partir disso o livro vai intercalando capítulos que ocorrem no céu e capítulos que se passam quando ele ainda era vivo, sendo estes, em sua maioria, intitulados “Hoje é aniversário de Eddie”.

A primeira pessoa que Eddie encontra no céu é o Homem Azul, uma pessoa de quem Eddie não se lembrava de conhecer antes de sua morte. Ele está lá para mostrar ao protagonista como todos nós estamos conectados de alguma forma.

“Nenhuma história existe isoladamente”

As cinco pessoas que você encontra no céu (p.18)

A segunda pessoa que Eddie encontra no céu é seu ex-comandante na guerra. Ele esclarece algumas coisas ao protagonista com relação àquele período, mas, acima de tudo, lhe ensina que alguns sacrifícios são necessários e que a morte de uma pessoa pode significar a vida de tantas outras.

“O céu é isto. A gente vem entender nossos dias de ontem”

As cinco pessoas que você encontra no céu (p.91)

A terceira pessoa é, novamente, alguém que Eddie não se lembra de ter conhecido em vida: trata-se de Ruby. Ela também esclarece alguns acontecimentos da vida do protagonista e o ensina a perdoar. Aprendemos muito sobre questões familiares ao longo dessas páginas.

“A juventude, como o vidro novo, absorve as marcas de quem a manipula”

As cinco pessoas que você encontra no céu (p. 101)

O quarto encontro é o mais bonito de todos e nos fala sobre o amor. Eddie encontra Marguerite. Um encontro capaz de arrancar algumas lágrimas dos leitores apaixonados.

Por fim, a quinta pessoa que Eddie encontra no céu também lhe parece apenas uma desconhecida, mas que, mais uma vez, mostra-lhe como todas as vidas, de alguma forma se cruzam. E como tudo o que aconteceu na vida de nosso protagonista precisava acontecer daquela forma. Trata-se da pessoa que concede o perdão final à Eddie. Que permite que ele aceite sua história e possa viver em paz a sua morte.

As cinco pessoas que você encontra no céu nos faz refletir, portanto, sobre o encadeamento de acontecimentos que nos cercam e que vivemos diariamente, além de nos fazer enxergar que talvez certas coisas, por mais dolorosas que sejam, são necessárias em nossa história.

Se você se interessou, não deixe de clicar aqui: