O tempo não pára – Mariza

O tempo não pára Mariza

Aos que estranharam a grafia do título, a música que trago hoje é um fado português! E são muitos os motivos que me fazem escolher apresentar essa música a vocês, então vou tentar organizar as ideias aqui.

O tempo não pára é, na realidade, uma composição de Miguel Gameiro, que ofereceu sua canção à cantora de fado, Mariza e esta, por sua vez, incluiu a canção em seu álbum Best of (2014).

Eu não tenho o hábito de ouvir fado, mas essa música um dia me apareceu no Spotify (há um bom tempo, lá em 2017) e eu me apaixonei! Eu sequer imaginava que era um fado, mas fui ouvindo e quis saber mais sobre a música. E desde então nunca mais a esqueci.

Claro que uma das coisas me mais me encantam nessa música é a letra, mas a melodia dela também é uma delícia. Porém, não posso negar que o fato dela ser em português (ainda que seja o português de Portugal) ajudou muito para que eu logo compreendesse a letra e pudesse me encantar.

O tempo não pára é uma música que fala exatamente sobre o que o título nos indica: sobre a passagem do tempo, a loucura do cotidiano. Como diria Virgílio: tempos fugit. Em uma analogia mais atual, costumo ouvir essa música antes ou depois de ouvir Paciência (do brasileiro Lenine). Não sei, costumo associar essas duas músicas, porque ambas falam desse tempo que escorre, dessa vida que nos consome. Do tempo (ou ainda, da falta dele).

Mariza, nessa canção, faz um reflexão interessante e, ainda que não seja ela a autora da letra, há muito de sua vida na canção: fadista, Mariza teve de viajar, se apresentar, ganhar a vida com sua (belíssima) voz. Isso a fez perder momentos importantes (pois todo momento tem a sua importância) ao lado de sua família e de seu marido. E podemos ver isso na letra, esse balanço entre o que foi perdido, o tempo que passou e o tempo que há pela frente, as novas oportunidades que, no entanto, jamais recuperarão o que ficou para trás.

Sério, vejam essa letra e ouçam a canção, é muito bonito!

Eu sei que a vida tem pressa
Que tudo aconteça sem que a gente peça
Eu sei
Eu sei que o tempo não para
O tempo é coisa rara
E a gente só repara quando ela já passou
Não sei, se andei depressa demais
Mas sei, que algum sorriso eu perdi
Vou pedir ao tempo
Que me dê mais tempo, para olhar para ti
De agora em diante, não serei distante
Eu vou estar aqui
Cantei
Cantei a saudade
Da minha cidade
E até com vaidade
Cantei
Andei pelo mundo fora
E não via a hora
De voltar pra ti
Não sei, se andei depressa demais
Mas sei, que algum sorriso eu perdi
Vou pedir ao tempo
Que me dê mais tempo, para olhar para ti
De agora em diante, não serei distante
Eu vou estar aqui
Não sei, se andei depressa demais
Mas sei, que algum sorriso eu perdi
Vou pedir ao tempo
Que me dê mais tempo, para olhar para ti
De agora em diante, não serei distante
Eu vou estar aqui

 

Vocês já conheciam a Mariza? E essa canção??

Um comentário em “O tempo não pára – Mariza

Se gostou, comente aqui (;

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s