Citações #44 — Se essa coroa fosse minha

Algumas pessoas têm um enorme pé atrás com antologias, coisa que eu até posso entender, mas não concordo. Elas são uma excelente forma de conhecer novos autores, além de carregarem muitas histórias e escritas diferentes em uma única obra.

“Mas ela ainda tinha que me dar uma chance”

O peso da coroa — Laura Machado

Uma das melhores antologias que li ano passado foi Se essa coroa fosse minha. Clicando aí no título você pode ler a resenha que eu escrevi (caso ainda não tenha lido) e entender porque gostei tanto.

“Acho que, nesse momento, todo mundo desse salão se apaixonou um pouco por Alaska. Isso é fácil. Difícil seria não se apaixonar”

Se não a coroa cai — Maria Freitas

Apesar da relativamente extensa resenha e dos vários trechos que coloquei nela, muitas outras passagens maravilhosas dessa obra ficaram de fora e agora é o momento de apresentá-las a você.

“Se eu fizesse as escolhas certas poderia fazer alguma diferença no mundo”

Não pedi pra ser princesa — Letícia Rosa

Como tentei deixar claro ao longo da resenha, essa é uma obra diferente, que vai muito além de qualquer senso comum, falando sobre uma realeza que não estamos acostumados a imaginar.

“Mas sou uma princesa. Serei uma rainha. Não tenho direito a ter sentimentos”

Adoro um amor inventado — Lyli Lua

“Quem era essa garota com quem eu teria que conviver por tempo indeterminado? E do que ela tanto fugia? Seria realmente algo tão perigoso assim?”

Paixão de Ori — Camila Cerdeira

“Quem iria querer o prolongamento de uma guerra civil só para ficar próximo da garota que gosta?”

Paixão de Ori — Camila Cerdeira

Não só por falar em sentimentos tantas vezes, mas também por trazer relacionamentos que fogem à heteronormatividade.

“Como é possível que a sociedade tenha evoluído tanto a ponto de um simples toque de dedo na têmpora poder transferir meus pensamentos para quem eu quiser, e tão pouco a ponto de forçar jovens como eu a um casamento que eles não desejam?”

Se não a coroa cai — Maria Freitas

Além disso, essa antologia aborda diversas perspectivas das relações familiares.

“Meu irmão me mostra que a vida ensina muito mais do que qualquer sala de aula”

Não pedi pra ser princesa — Letícia Rosa

“Penso no meu pai. No homem que eu nunca conheci. No espaço vazio que permaneceu em mim até que minha mãe conhecesse Sandro e ele me ajudasse a fechar aos poucos” 

Não pedi pra ser princesa — Letícia Rosa

“Tudo o que importa é que eu ganhei uma avó. E eu sinto que as lacunas que eu sentia haver na minha história agora estão perfeitamente preenchidas”

Não pedi pra ser princesa — Letícia Rosa

“Ele queria ser mais presente na sua vida, mas tinha um trabalho a fazer”

Paixão de Ori — Camila Cerdeira

E, sem dúvidas, fala muito sobre amor.

“No fim, acho que sentir falta de Drika foi o que mais nos uniu”

Se não a coroa cai — Maria Freitas

“Amar alguém é uma coisa engraçada, só de vê-lo já me sinto melhor, segura e mais feliz”

Insubmissos, Incurvados, Inquebráveis  — Tay Alvez

“O que lhes faltava em dinheiro, sobrava em amor e isso sempre foi tudo de que preciso”

Não pedi pra ser princesa — Letícia Rosa

“Me incomoda você ter passado tanto tempo achando que isso me impediria de me apaixonar por você” 

O peso da coroa — Laura Machado

“Eu já quis te dar todas as chances do mundo e achava que você nem me enxergava”

Adoro um amor inventado — Lyli Lua

Outra coisa que eu adoro encontrar nas histórias que leio e que aparece ao longo desta obra é o peso das palavras que dizemos.

“Palavras têm poder, e tronos já caíram por menos” 

O peso da coroa — Laura Machado

“Eu talvez tivesse esperado ouvir algo assim a minha vida inteira”

Paixão de Ori — Camila Cerdeira

“— A gente já perdeu tempo demais com medo, entalando palavras na garganta, você não acha?”

Se não a coroa cai — Maria Freitas

E consequentemente, como já deu para perceber, o peso dos silêncios que optamos por fazer também.

“As palavras que eu não falo ainda estão presas na minha garganta”

Se não a coroa cai — Maria Freitas

“Olho nos seus olhos e naquele momento percebo que há muito mais do que uma coroa em questão, mas também sei que não devo me meter nesse assunto”

Não pedi pra ser princesa — Letícia Rosa

“Na verdade, ela se isolou completamente, do mundo e de mim”

Adoro um amor inventado — Lyli Lua

Aliás, há diversas passagens que revelam alguma angústia ou dor, tornando os personagens ainda mais reais.

“Pela primeira vez o mar de seu lar não foi o suficiente para aliviar o aperto em seu coração”

Paixão de Ori — Camila Cerdeira

“Eu odiava ser vista como coitada. Não aceitava ser definida por essas coisas que aconteceram comigo. Meus traumas nunca seriam maiores do que eu”

Paixão de Ori — Camila Cerdeira

“Era apenas uma moeda, cinco míseros centavos, mas pesava uma tonelada em meu peito que me impedia de olhar para qualquer outro lugar”

O peso da coroa — Laura Machado

Por fim, um trechinho para nos lembrar de sempre fazer o nosso melhor, mesmo que ele pareça pouco (porque se é o seu melhor, nunca é pouco!):

“Era tudo que eu tinha, e faria o melhor que podia”

O peso da coroa — Laura Machado

Citações #7 — Minha vida fora de série 4

 

E hoje as citações são do meu queridinho Minha vida fora de série 4, escrito pela brasileira Paula Pimenta e publicado pela editora Gutenberg, em 2017. Ao contrário dos 3 livros anteriores, este aqui é narrado por Rodrigo, após o término do namoro dele com a Priscila.

Eles formavam um casal incrível e talvez esse seja um dos motivos pelos quais Minha vida fora de série 4 tem tanto a ensinar. Comecemos pelo fato desse livro nos mostrar que a vida, de alguma forma, segue e nos propicia boas lembranças. Mesmo os acontecimentos mais difíceis nos ensinam algo e, se em um primeiro momento não conseguimos enxergar isso, talvez enxerguemos depois.

“Mas talvez seja verdade que cada pessoa tenha um destino, porque a vida foi me mostrando o que eu deveria fazer” (p.38)

“Ao mesmo tempo que meu mundo desabou, ele se reergueu, de uma forma surpreendente e muito, muito melhor” (p.169)

“Como eu disse, certas pessoas aparecem em nossas vidas por alguma razão” (p.419)

Fica evidente, por esses trechos, como os rumos que a vida toma podem ser inesperados e, ao mesmo tempo, autoexplicativos. E como cada pessoa tem a sua importância em nossas vidas. Essas passagens, aliás, podem dialogar muito com reflexões feitas após a leitura de As cinco pessoas que você encontra no céu, mas em uma história completamente diferente.

Minha vida fora de série (como um todo) também fala muito sobre amor e amizade:

“Eu daria tudo para você ter estado comigo naquele momento, pois no seu abraço os meus problemas sempre pareceram menores” (p.106)

“Como sabíamos que entre nós só havia espaço para a amizade, podíamos agir naturalmente, não precisávamos ocultar nossos defeitos visando uma conquista, nem fazer algo só para agradar” (p.115)

(eu acho essa passagem a mais significativa e impactante de todas. Deveríamos sempre ser nós mesmos. Só podemos conquistar alguém verdadeiramente quando, em princípio, somos verdadeiros também).

“Gostar da companhia da pessoa é bem diferente de se apaixonar” (p.146)

Quando estamos apaixonados por alguém não gostamos apenas da companhia, mas da pessoa como ela é, como ela age conosco. Gostamos de compartilhar momentos, bons ou ruins; palavras e silêncios; planos e medos. Gostamos, acima de tudo, de um ser humano que tem muito a nos ensinar.