TAG: Leitor eclético

Faz um bom tempo que não trago uma TAG literária aqui, então resolvi escolher essa, que vi, ano passado, no blog Leitor dos Sonhos, mas que foi criada, segundo consta no post, pelo canal Palavras Radioativas.

Sempre que eu bato o olho em TAG’s acho que terei dificuldade em respondê-las, mas, apesar de amar romances, o título dessa me atraiu bastante, pois me considero um pouco eclética em tudo na vida.

Vamos ao que interessa?

Favoritos: livros completamente diferentes, mas favoritados mesmo assim.

Ok, já comecei com dificuldade de escolher, porque eu realmente tenho uns gostos meio doidos, mas, a título de exemplificação, vamos pegar “Extraordinário” (R. J. Palacio) — uma ficção infantojuvenil — e “Sobre a escrita” (Stephen King) — um livro “teórico”.

Do clássico à “bagaceira”: um livro aclamado e outro nem tanto assim.

Eu ri do título dessa parte, mas também preciso dizer que “bagaceira” é sacanagem e que o escolhido aqui foi levando em consideração o “livro não tão aclamado assim”. Bom, de livro bem conhecido e que gostei bastante temos “Os sete maridos de Evelyn Hugo” (Taylor Jenkins Reid) e um livro que acho que não é tão famoso assim, mas que poderia e deveria ser, temos “À deriva” (Fernando Ferrone).

Leio de tudo, mas esse tem mais: o gênero literário que predomina na sua estante.

Ok, essa eu já tinha respondido na introdução desse post, né? Romances (no sentido de histórias de amor), sem dúvidas. Daqueles bem água com açúcar mesmo. Buscando nos livros aquilo que só existe neles mesmo.

Amo e odeio: um livro queridinho, mas que tem alguma característica que, para você, foi desagradável.

Esse achei difícil. Mas como apaixonada também por livros sobre o Holocausto, acho que não posso deixar de menciona-los, né? Afinal, gosto muito desse tipo de literatura, mas não posso dizer que ela seja exatamente bonita, certo? E, claro, é incômodo (mas necessário) ler sobre o tema. Então, como menção de honra aqui, vou de “Se questo è un uomo” (Primo Levi)

A TBR da farofa: a meta literária do leitor eclético. Suas próximas leituras de livros diferentes.

Alguns livros que quero ler ainda esse ano (e desencalhar da estante) são:

Juro que isso é só uma parte… Eu que lute, né!? Obviamente não conseguirei, mas fica aí a vontade de ler tudo e mais um pouco.

Se algum título chamou a sua atenção, basta clicar sobre o nome dele para saber mais. Ou então deixe um comentário, adorarei falar sobre eles!

Quais seriam as suas escolhas?

TAG: minha vida em livros

Os últimos dias têm sido um pouco corridos, porque tirei sexta e sábado para dar uma leve relaxada e aproveitar o aniversário do meu irmão dando a atenção merecida a ele. A verdade é que, infelizmente, sem poder sair de casa e sem saber dizer “não”, eu vou pegando trabalhos e mais trabalhos e passo de domingo a domingo em frente ao computador. Ao menos me desconectei um pouquinho nos dias mencionados.

Mas hoje não estou aqui para me queixar e nem nada do tipo. Muito pelo contrários, aliás: escolhi fazer um post mais rapidinho e leve, para trazer um pouco da diversão que merecemos, né?

Ano passado a Isa, do blog Percursos Literários, respondeu à TAG Minha vida em livros e a deixei eu meu horizonte para responder um dia. Agora, quase um ano depois, aqui estou eu! Vamos lá?

1. Encontre na sua estante um livro com a inicial do seu nome:

Eu adoro esse tipo de “desafio”, porque pode parecer difícil encontrar um livro que comece com “T”, mas tenho a sorte de conhecer uma obra nacional incrível de nome Trago seu amor em 3 dias, da Mel Geve (ou seja, sim, a resposta já estava na ponta da língua).

2. Vá contando a sua idade pelos livros da sua estante: qual livro está no número da sua idade?

Gostei dessa. Acabei de contar e parei em Pinocchio, do Carlo Colodi (um dos meus livros em italiano!).

3. Um livro que seja ambientado na cidade/estado/país onde você mora:

Felizmente, tenho lido muitos livros nacionais e, melhor ainda: que efetivamente se passam em terras brasileiras. Mas, vou citar aqui um livro que até comentei na resenha sobre isso: Como não acabar com seu ídolo, da Fátima Aparecida Silva.

4. Um livro que se passe num lugar que você adoraria conhecer:

Nossa, agora fui pega! Bom, talvez seja um pouco inesperado (porque pode ser que você esteja esperando que eu responda algum outro país), mas tenho vontade de conhecer o Rio Grande do Sul. Contudo, não me lembro de nenhum livro que eu já tenha lido e que se passe lá. Para não deixar passar em branco, porém, tem o conto “Não importa a forma que a gente exista”, da Grazi Ruzzante, disponível na antologia Loucuras de Verão. Uma história curtinha, mas que se passa lá!

5. Um livro que tenha sua cor favorita na capa:

Essa é fácil e uma grande alegria para mim: a antologia que organizei, Um amor para chamar de meu, com tons incríveis de lilás, minha cor preferida.

6. De qual livro você tem boas lembranças

Nossa, de muitos! E os que me passaram pela cabeça, as lembranças não são só pelo livro em si, mas geralmente por alguma história a mais, como quem me deu de presente e porque. Para citar algo, tem os livros A lógica inexplicável da minha vida e Aristóteles e Dante descobrem os segredos do universo, do Benjamin Alire Sáenz, autor que conheci através do meu melhor amigo.

E a sua vida em livros, como seria? Fiquei curiosa para saber!

TAG: Livros encalhados na estante

TAG_ Encalhados na estante

Se tem uma coisa que não faço há muito tempo por aqui é responder uma TAG! E ano passado eu vi uma no Blog Café e Bons Livros que achei bem legal e guardei para responder algum dia. Pois eis aqui a TAG e minhas respostas!

Mas antes… Por que eu guardei justo essa TAG para responder? Bem, segundo meu Skoob, tenho cerca de 115 livros (entre físicos e ebooks) que ainda não foram lidos… E o pior de tudo é que não dá para dizer que essa lista vai diminuir, porque sempre entra mais um…

1 – Um livro que está parado na estante há mais de um ano

Confesso que são muitos (mas comecei o processo de desencalhar já! ou não…), mas vou citar aqui As mil e uma noites

2 – Um lançamento muito aguardado que acabou ficando para trás

Eu ouvi muito falar do livro Cadeados: o amor é a chave, estou mega curiosa para ler, mas até agora, só enrolei!

3 – Uma conclusão ou continuação de série que ficou para depois

Com certeza Vocação para o mal, que quero muito ler também!

4 – Um autor que você ama, mas está com um livro encalhado

Bom, dos livros que tenho encalhados aqui, acho que não tem nenhum que se encaixa nessa categoria, mas eu provavelmente ainda vou me apaixonar por muitos autores nessa trajetória.

5 – Todo mundo já leu menos você

O morro dos ventos uivantes ou então a redoma de vidro. Esse ano leio pelo menos um deles, hein!

6 – Pagou barato e ficou abandonado

Por enquanto, todos os milhares de ebooks que baixei quando estavam gratuitos na Amazon

7 – Comprou pela capa e ficou parado na estante

Vou confessar que praticamente todos também… Sério, estou vendo meus livros parados aqui e é um mais lindo que o outro!

8 – Ganhou de presente e não leu

Um bom número também… Mas não me matem e não parem de me dar livros, ainda lerei cada um deles com muito carinho!

E vocês, como andam os livros encalhados?