Mas eu quero morrer & Quase alguma coisa — Maicon Moura

Hoje eu trago a vocês, queridos leitores deste Blog, uma resenha dupla. Isto porque semana passada, realizei a leitura de dois contos de um mesmo autor. E apesar de escritos pela mesma pessoa, cada um desses contos têm as suas particularidades.

Primeiro, peguei para ler Mas eu quero morrer. Mergulhei na leitura como muitas vezes faço, tendo apenas visto a capa e sem ler a sinopse. E deparei-me com sete páginas que me deixaram reflexiva.

Somos jogados em uma realidade na qual os avanços tecnológicos nos permitem viver para sempre — e aí acho que esse título tão impactante já fique um pouco mais claro —, mas não apenas isso: podemos viver para sempre em corpos jovens e saudáveis. Será que isso é realmente tão bom assim?

Um conto rapidinho de ler e que eu super indico para quem curte ficção científica. Mas também indico para quem não conhece tanto o gênero, pois pode ser uma interessante porta de entrada.

Por outro lado, Quase alguma coisa é um conto muito… Real? Ele pode parecer confuso, mas a verdade é que confuso somos nós e é isso o que está retratado ali. Peguei ele logo após Mas eu quero morrer, apesar de ainda estar reflexiva, e logo fui nocauteada novamente, rendendo-me a uma história totalmente diferente, mas igualmente incrível.

Este conto nos mostra o quanto nossa mente é capaz de nos fazer enxergar o que não existe, ou então de criar uma realidade quase que paralela. E tudo isso, claro (ou principalmente), durante o banho, no momento em que mais deixamos nossa mente vagar livremente. E o mais interessante é que, por vezes, acreditamos tanto naquilo que criamos que depois fica difícil separar o real do imaginário.

Indico ele para quem gosta de algo mais introspectivo, que nos faz refletir sobre nossos comportamentos, mesmo aqueles que, por vezes, já se tornaram banais.

O desfecho de ambos os contos surpreende e gostei da experiência de lê-los. Duas experiências bem diferentes uma da outra, é verdade, mas que me permitiram conhecer um pouco mais da escrita deste autor nacional que, em breve, lançará um livro solo.

E as duas leituras também foram extremamente rápidas, então se você busca algo para ler em minutos, deixo aqui a minha indicação! Só não me responsabilizo se, mesmo sendo uma leitura rápida, você sair com a cabeça em parafuso…

Se interessou por esses contos? Então adquira Mas eu quero morrer aqui e Quase alguma coisa aqui. Ambos também encontram-se gratuitos no Kindle Unlimited. Experimente gratuitamente aqui.

Um amor para chamar de meu — versão física!

Você, leitor que me acompanha por aqui, lembra que este ano participei da organização de uma antologia de romance? Tenho novidades sobre ela, então se liga aqui! Mas antes, deixa só eu falar com quem acabou de chegar por aqui!

Você, leitor que ainda não me conhece, confira a minha resenha, meu post sobre o que aprendi organizando uma antologia e saiba mais também sobre o meu conto A língua do amor e depois volte aqui.

Agora que estamos todos no mesmo barco, continuemos: essa antologia de capa incrível, vai ganhar sua versão física! Mas, para isso, precisamos conseguir vender ao menos 50 exemplares na pré-venda. Parece muito? Minha gente, isso vai é esgotar. Então não deixe de adquirir o seu logo, viu?

Como funciona essa tal pré-venda?

É muito simples: ela estará aberta de hoje (01/07/2020) até o dia 31/07/2020, no site da Editora Lettre. Basta clicar aqui, selecionar a antologia “Um amor para chamar de meu”, adicionar ao carrinho e ir para o procedimento de finalização da compra. Indicamos que a melhor opção é a do próprio site (Wix) — e já vou explicar porque — ou, se preferir, você pode solicitar um boleto comigo (é só deixar um comentário aqui ou entrar em contato pela aba de contato do blog ou, se você já tem meu contato, me chamando direto).

Só isso?

Não não! Tenho uma surpresa para vocês, meus queridos leitores! Antes de finalizar a compra, adicionem no campo de cupom de desconto o seguinte cupom: TATIFRETEGRATIS para ter direito ao querido frete grátis (válido somente para endereços no Brasil). Quem solicitar boleto também terá direito ao frete grátis.

E que garantias vocês tem?

Independentemente da forma de pagamento que vocês escolherem, caso a pré-venda não seja bem sucedida (bate na madeira!) haverá estorno do valor aos compradores. Porém, para aqueles que optarem por pagar através do pag seguro ou mercado pago, há o desconto de administração dessas redes e, portanto, o valor estornado é um pouco abaixo do valor total pago. No caso de compras feito pela própria Wix ou por boleto, será devolvido o valor integral.

E então, o que está esperando para ir lá comprar o seu exemplar?

Coração de Espinhos — Hadassa M Vaz

Título: Coração de Espinhos
Autora: Hadassa M Vaz
Editora: Sekhmet
Páginas: 61
Ano: 2019

coração de espinhos blog

Coração de Espinhos é um daqueles livros que trazem uma temática delicada, mas sem medo de ir direto ao ponto. Logo de cara, portanto, nos deparamos com Jana, uma adolescente de 15 anos que está grávida de Henrique, seu namorado de 17 anos. Esta, porém, não é uma história sobre um garoto que abandona sua namorada ao descobrir que ela está grávida, ou então sobre pais adolescente irresponsáveis. Muito pelo contrário, Coração de Espinhos fala sobre uma difícil escolha que esses dois adolescentes tiveram de fazer: a de colocar o filho para adoção, pois não teriam condições de criá-lo como gostariam, e também porque os pais de Jana não os apoiariam.

Essa decisão, porém, não foi nada fácil, e ainda que Henrique continuasse sendo um namorado presente e atencioso, o peso de não poder criar o próprio filho acabou minando o relacionamento desse casal adolescente.

“Então eles se afogaram juntos… E se afastaram”

E ainda que a separação pudesse ser um caminho natural — afinal, eles eram jovens, tinham muito a aprender e descobrir — chegar a ela, e mesmo ao que se seguiu, não foi nada fácil. E o fato de cada capítulo se chamar “espinho” ao invés de “capítulo”, deixa claro isso. O livro, portanto, é composto por nove espinhos, e um capítulo final. Se o amor é rosa, ele deve passar, também, por todos esses espinhos.

Na maior parte da história ficamos mais próximos de Jana e se ela fosse narrada somente por essa personagem teríamos a impressão de que Henrique seguira a vida enquanto ela ficara estagnada, sofrendo. Mas aos poucos vamos percebendo que não é bem assim…

“As pessoas mudavam muito com o passar dos anos, em vários momentos, ela nem mesmo conseguia se reconhecer naquela menina do seu passado”

Depois de cinco anos, para tentar colocar a vida de volta nos eixos, Jana decide buscar seu filho. E, para isso, ela precisa de Henrique. A reaproximação dos dois não é nada fácil, pois o relacionamento não havia acabado da melhor maneira possível. E sem contar que, em cinco anos, as pessoas podem mudar muito.

“Ele não era mais o garoto que ela um dia amou, mas para sua consternação e confusão, ele havia se tornado um homem que ela poderia amar”

É muito bacana acompanhar o crescimento desses dois protagonistas e ver os rumos que as histórias deles vão tomando. Coração de Espinhos é um livro extremamente curto e denso e que, além de ser direto, retrata algo que nem sempre é explorado em histórias que falam sobre gravidez na adolescência.

Quer saber como termina a história de Jana e Henrique? Clica aqui.

Miniconto: Protetora — Michelle Pereira

protetora capa

Vocês acreditam que já chegamos ao último miniconto do Arco das Terras Mágicas, escritos pela Michelle? Vai dizer que agosto não passou voando??

Depois de Arvoredo, Chifres e Banho, hoje é a vez de Protetora, um miniconto dolorosamente atual e direto.

Sinopse:

Há um tesouro no interior da floresta e cada uma delas dará sua vida para protegê-lo dos bárbaros.

Protetora é um miniconto do arco Contos das Terras Mágicas, um universo onde mito e realidade se misturam.

Saboreie a rápida leitura de Protetora aqui, de forma totalmente gratuita!