I falsi amici — italiano / portoghese

Há quem ache as línguas portuguesa e italiana parecidas. Realmente, há muitos aspectos similares entre elas, assim como também há muitas diferenças e precisamos estar atentos a isso! Assim sendo, hoje resolvi falar um pouco sobre os falsos amigos (ou falsos cognatos), isto é, aquelas palavras que podem ser parecidas entre uma língua e outra, mas que têm significados bem diferentes!

Cozinha

Resolvi começar a apresentação das palavras com termos relacionados à culinária (sim, estou tentando conquistar você pela barriga), afinal, nada mais triste do que encontrar uma receita maravilhosa e ela sair péssima pelo simples fato de você ter entendido errado alguma coisa, não é mesmo?

Algumas palavras são fáceis, mesmo que você nunca tenha estudado italiano. Por exemplo, você provavelmente já sabe que pasta (italiano) é macarrão (português), certo? E geralmente quem gosta de beber também já costuma saber que birra (italiano) é a nossa cerveja (português). Ah, sim, aquilo que nós chamamos de pasta por aqui, em italiano pode ser cartella o valigetta, e quando alguém faz birra, podemos dizer, em italiano, capriccio, scenata.

Agora não estranhe se em alguma receita estiver pedindo para você passar ou adicionar burro (italiano)! Isso nada mais é do que manteiga (português). Se você quiser chamar alguém de burro (português), terá de usar a palavra asino (italiano). E muita atenção aqui: manteca (italiano) não é manteiga, mas pomada!

No frio você gosta de tomar um bom caldo? Então se estiver na Itália, procure no cardápio por um brodo. Mas saiba que a palavra caldo também existe em italiano, mas significa calor. E se quiser fazer uma refeição com milho? Então procure por mais (italiano). Mas se precisar colocar mais algo no prato, use a palavra più.

Lugares

Pensando em lugares aos quais podemos ir, o primeiro falso amigo que me vem em mente é o clássico palestra (italiano). Acredita que isso significa academia (português)? Agora se você realmente estiver indo assistir uma palestra, então precisa usar a palavra conferenza.

Mas o mais chocante/engraçado dos falsos amigos é esse trio aqui: asilo (italiano) é a escola infantil (escola para criancinhas). Já o nosso asilo (lar de idosos), em italiano é ospizio. E hospício? Em italiano usa-se a palavra manicomio.

Ah, se você precisar resolver alguma questão financeira, na Itália, deve procurar uma banca. Se quiser comprar jornal, vá à edicola (italiano). E se você ouviu falar de alguém que estava em galera (italiano) não se engane: a pessoa estava na prisão! Se ela apenas estivesse acompanhada, estaria em gruppo ou com a banda (turma).

Verbos

Aqui a lista pode ser extensa, viu? Mas vou tentar destacar aqueles mais usados e que, por sua vez, podem confundir mais. Começando pelo clássico salire (italiano) que significa subir. Se você precisar dizer sair, use uscire. O mesmo vale para salita (subida) e uscita (saída).

Se alguém te pedir para aspettare, ela quer que você espere. Se fosse para espetar, seria pizzicare. Da mesma forma, guardare (italiano) é olhar. Para guardar algo você precisa usar tenere, conservare, custodire. E se te pedirem para cercare algo, querem que você procure algo. Procurare (italiano), por sua vez, significa providenciar.

Contrattare (italiano) significa negociar, enquanto assumere é o nosso contratar alguém. E por favor, procure não derubare (roubar) ninguém e nem rovesciare (derrubar) algo!

Família

Uma categoria mais rápida, mas ainda assim com alguns falsos amigos que valem a menção.

Por exemplo, a palavra primo existe em italiano, mas significa primeiro. Se quisermos falar do parente, precisamos dizer cugino. Por outro lado, para falarmos de um genro (português), temos a palavra genero. Já o gênero de algo, em italiano, se diz genere.

Uma palavra para tomar cuidado é coppia. Assim, com dois “p”, significa casal. Para falar da xerox (cópia), podemos usar copia ou, para evitar confusões, fotocopia.

Corpo humano

Aqui, só duas palavrinhas para prestarmos atenção: baffo (italiano) que é bigode, e não um mau hálito. Este, por sua vez, seria alito che puzza. E também tem a testa (italiano) que é toda a nossa cabeça, enquanto se quisermos falar testa (português), temos de dizer fronte (italiano).

Outros

Por fim, há algumas palavras que eu não poderia deixar de fora, mas que não fazem parte de nenhuma categoria trazida até agora. Por exemplo motorista, que em italiano é autista. Já autista (português) é autistico. E não se engane: feriale é dia útil. O feriado (português) é giorno festivo.

Depois, temos também algumas palavrinhas que são quase pegadinhas, como abbastanza, que significa suficiente (bastante seria parecchio); appena, que é logo depois, enquanto apenas (português) é soltanto; e allora, que é um então (agora, em italiano, é adesso).

Para concluir, uma palavra que requer muita atenção de nossa parte: mai. Mai significa NUNCA. Se você quiser dizer mais, como já mencionado por aqui, use più.

E assim eu encerro esse post recheado de falsos amigos entre o português e o italiano. Com certeza tem muito mais, mas acho que o post já estava longuinho o suficiente. Se você conhece algum, não deixe de me contar nos comentários! E também me diga o que achou desse post, será um prazer ter a sua opinião por aqui.

10 comentários em “I falsi amici — italiano / portoghese

  1. Bem, você não considerou o regionalismo. Na Itália, existem inúmeros dialetos (algo que vejo cá, no Brasil também). Algumas regiões tem semelhança linguística para com o Português, mas pouco com o brasileiro. E as diferenças causam confusão em algumas cidades. Eu sou de Genova, uma das cidades com idioma mais próximo do português, principalmente na sonoridade.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Sim, com certeza. Usei mais do vocabulário em geral, pensando no meu contexto e objetivo, que é o ensino de língua italiana para brasileiros. Pensar em todas as nuances das duas línguas e seus dialetos é incrível, mas daria um livro, não um simples post hahahaha
      Mas seu comentário me fez lembrar que, se não me engano, o Sardo também tem muitas palavras e sonoridades parecidas com o do nosso português (mais que a língua italiana em si, no caso)

      Curtir

      1. O Sardu é uma língua romantica. rs e acho que o que aproxima é o latim. Todas as línguas latinas tem elementos muito próximos o que faz com todos os idiomas tenham tenham semelhanças perceptíveis, como o Romeno falado na Maldávia ou o Galego, que de todos é o mais próximo, tanto que muitos falam galego-português.

        Mas como eu aprendi o português já adulta, não vejo dificuldade alguma nas palavras mencionadas no post. Em compensação, no português há várias palavras que me confundem.

        O più, por exemplo, é muito usado. Mas no português não posso dizer “mais grande” e maior não parece ter o tamanho de più grande… E qualcosa di più grande é delicioso.

        Enfim, eu vivo reclamando de faltas e me divertindo com os excessos. São idiomas maravilhosos.

        Curtido por 1 pessoa

      2. Nossa, siim, a questão do “più” concordo. Mas aí já entramos nas nuances da língua mesmo (aliás, em italiano temos a palavra “sfumatura”, que acho muito melhor que nuance, por exemplo hahahahahah)
        Concordo! Duas línguas maravilhosas ❤

        Curtir

Se gostou, comente aqui (;

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s