Princesa de Natal — Ingrid Sousa

Título: Princesa de Natal
Autora: Ingrid Sousa
Editora: Lettre
Páginas: 156
Ano: 2020

Agora que definitivamente chegamos a dezembro, muitas pessoas começam a procurar ou indicar filmes e livros com temáticas natalinas. Eu confesso que nunca fui muito de fazer leituras temáticas e, menos ainda, indicá-las (por falta de conhecimento mesmo). Mas tive a oportunidade de ler Princesa de Natal e acredito que não posso deixar essa obra passar em branco.

“E nada melhor que uma boa leitura para tirar nossos pés do chão”

Se não fosse a capa e o título, isto é, se tivessem me entregado este livro sem uma informação sequer sobre ele, eu teria me surpreendido demais com os rumos que a história toma.

“Antes de te conhecer, minha vida estava uma turbulência e você trouxe a paz e a alegria que eu tanto quis e nunca tive”

Isto porque, nas primeiras páginas, somos apresentadas a Heloise, uma escritora que, após seu primeiro grande sucesso literário, encontra-se em um tremendo bloqueio criativo. E sua amiga — Sarah —, com quem ela divide o apartamento, sugere que Heloise deve fazer uma viagem. Mais que isso, a tal amiga inclusive indica o destino para Heloise: Krajina Kvetov. Um país de nome difícil e cujo sistema governamental é uma monarquia.

Quando digo que eu me surpreenderia com os rumos da história, quero dizer que eu não esperaria se tratar de uma história que fala sobre natal e romance, uma vez que, ao que tudo indica nas primeiras páginas, estamos “apenas” falando de uma escritora em busca de inspiração.

E, em um primeiro momento, Heloise não vê muito sentido na sugestão de Sarah. Mas ela resolve pesquisar um pouco sobre tal país e fica hipnotizada com as informações que encontra.

O empurrão final para que tal viagem se concretize, porém, é a ligação de seu ex-noivo, querendo reatar um relacionamento que não tinha mais possibilidade de voltar a existir.

“É insano pensar que ainda existe esse tipo de pensamento machista e preconceituoso e que as pessoas convivem tranquilamente com isso”

E assim, através da narrativa em primeira pessoa, desembarcamos em Krajina Kvetov, na época de natal, e passamos a conhecer esta pequena monarquia sob o olhar de Heloise. Um país extremamente pacífico, mas que esconde grandes problemas em sua família real.

“— Querida, nós não precisamos abrir feridas para descobrir que elas estão infeccionadas”

Princesa de Natal é uma história com o clima que essa época do ano pede: leve e mágico, mas com imprevistos na medida certa. E mais: uma história que traz reflexões necessárias para o momento, como a questão do amor e da empatia, tão mais em alta perto das épocas de final de ano, tão esquecidos nos outros 300 e tantos dias.

“Só queria dar amor e alegria a quem tem tão pouco e, mesmo assim, encontra motivos para sorrir e ser feliz”

Com Heloise, conhecemos os costumes e as celebrações de Krajina Kvetov, principalmente às relativas ao natal, mas também descobrimos o passado e o presente de alguns personagens, além de entender um pouco como funciona esse país tão diferente.

Indico a leitura para quem quer se desligar um pouco dos problemas do mundo e conectar-se a uma história capaz de despertar doces sentimentos.

E se você se interessou, clique aqui para conhecer esta obra em formato físico e aqui para adquirir o ebook.

Irresistível Doutor — Ingrid Sousa

Título: Irresistível Doutor
Autora: Ingrid Sousa
Editora: Lettre
Páginas: 240
Ano: 2020

Muitas pessoas torcem o nariz para romances hot e, geralmente, a capa já deixa bem claro o estilo do livro. Mas é aquela velha história: não podemos julgar um livro pela capa, não é mesmo?

“Nunca haverá um nós enquanto eu for dona de mim”

Irresistível Doutor é o primeiro romance hot da autora Ingrid Sousa e, ainda que ela tenha usado um ou outro elemento comum a esse tipo de história, percebemos que, em diversos momentos, há inovações muito interessantes e que tornam a leitura extremamente prazerosa. E engraçada! Mas também há cenas de partir o coração.

“Sou ótima cuidando do coração das pessoas, mas uma negação para cuidar do meu”

A história já começa com um soco no estômago: Mark termina seu noivado com April, nossa protagonista, por mensagem de texto! E se isso não fosse o suficiente para odiar um homem desses, a cada página, só piora (mas vou deixar que você tire suas próprias conclusões…)

“O que realmente me quebrava era o fato de não poder confiar, de ter sido feita de boba”

Mas se engana quem pensa que passaremos o resto do livro vendo uma mulher despedaçada ou então que se entrega ao primeiro que aparece. April sofre, é claro, mas Melissa, sua irmã gêmea, dá uma ajudinha para que ela dê a volta por cima.

“Nunca poderia ficar com raiva da Mel por me amar tanto quanto eu a amava”

April é norte-americana, mas é no Brasil que a história se passa, pois é aqui que ela recomeça sua vida. E, logo de cara, nos deparamos com a cena do “vizinho peladão”, que nos arranca boas risadas.

“Eu a deixei dentro do táxi e parti com destino ao Brasil”

April tem as suas feridas recentes, mas ela logo conhece Guto, um rapaz lindo e gentil que derrete o coração dela. Contudo, ele não parece querer se entregar ao que também sente por April. E é aí que percebemos que ela não é a única personagem a carregar feridas.

“Era horrível vê-lo daquela forma, seu coração estava partido, assim como o meu, mas as feridas pareciam ainda mais profundas e dolorosas. Era como se ele já tivesse vivido tudo aquilo antes”

Irresistível Doutor é aquele tipo de leitura que te prende, porque sempre acontece algo novo e que te faz querer saber como aquela situação irá se resolver e quais serão os próximos passos. Uma leitura prazerosa e intensa, que vai fazer as horas voarem.

“Eu gostava dele, mais talvez do que conseguia explicar”

Os personagens são cativantes. Exceto Mark, claro. E Guto, em alguns momentos. Mas este a gente perdoa, o primeiro não. O time feminino da obra é excepcional: April, Melissa, Camila. Mulheres independentes, fortes, inteligentes.

“Ser cirurgiã era a única constante em minha vida e eu me orgulhava de ser excepcional no que fazia”

Quer saber mais sobre Irresistível Doutor? Então clique aqui (versão física) ou aqui (ebook).

O canto das sereias — Ingrid Sousa

Título: O canto das sereias — um conto do universo de "O despertar da profecia"
Autora: Ingrid Sousa
Editora: Lettre
Páginas: 13
Ano: 2020

Serena e Sooará são gêmeas, nascidas durante uma lua de sangue. Devido ao momento em que nasceram, porém, foram logo abandonadas à própria sorte, que, no entanto, sorriu para elas e lhes deu uma nova família, onde viveram felizes por certo período de suas vidas.

“Serena era meiga, corajosa e sempre disposta a proteger sua irmã. Já Sooará era astuta, tinha sempre uma resposta na ponta da língua, e vivia em busca de novas aventuras”

Realmente havia algo de diferente naquelas meninas. Quando Sooará ficava irritada, os objetos que estavam perto dela começavam a se mexer e se chocavam contra a parede. E a única coisa capaz de acalmá-la e restituir a ordem ao lugar era sua irmã, Serena.

Enquanto aquilo só ocorria dentro de casa, os pais iam levando. Mas um dia uma dessas cenas se deu no meio do vilarejo e, então, todos passaram a temer aquela família, dizendo que aquelas crianças eram amaldiçoadas.

Mas também não era como se dentro de casa tudo ocorresse às mil maravilhas. Serena e Sooará tinham dois irmãos mais velhos, filhos de sangue dos pais adotivos das meninas. E um desses irmãos adorava provocar Sooará… Até o dia que fúria dela foi imensa.

“Ela olhou para as duas meninas e pensou que, até aquele momento, nunca se arrependera de ter salvo aquelas pobres crianças indefesas. Mas tudo mudara naquele exato instante, quando percebeu que não havia mais chances”

“O canto das sereias” é um conto e, como tal, é de rápida leitura. A história que ele nos traz, porém, é forte e, se quisermos ir além, carrega algumas mensagens importantes. Trata-se de uma narrativa que nos mostra como, apesar de tudo, devemos agir com o coração e ouvir aquilo que ele acha certo a ser feito, ainda que estejamos assumindo um risco; também é uma história que, de certo modo, nos mostra o perigo de fazermos piada com aquilo que é diferente de nós.

E então, ficou com vontade de ler “O canto das sereias”? Então clica aqui.

O despertar da profecia — Ingrid Sousa

Título: O despertar da profecia 
Autora: Ingrid Sousa
Editora: Publicação Independente
Páginas: 227
Ano: 2019

despertar da profecia.png

Já pensou que loucura seria se, de uma hora para outra, você descobrisse que não é o ser humano (quase) normal que sempre pensara ser? Apesar de alguns episódios um pouco estranhos em sua vida, Amália — a protagonista de O despertar da profecia — nunca desconfiara de tudo aquilo que havia dentro de si.

“Eu era uma garota normal, vivia em uma cidade normal e tinha uma vida normal. Mas vi tudo mudar e desmoronar sobre meus pés em questão de segundos”

As coisas começam a mudar e tomar rumos inesperados quando Heron aparece em Mystery Hollow. Um rapaz encantador e cheio de mistérios que vem para revolucionar a vida de Amália.

“Tenho consciência de que sozinha jamais conseguiria enfrentar essa barra”

E não, não se engane, pois não estou falando de um relacionamento! O despertar da profecia não é um romance, mas um livro de fantasia cheio de ação, segredos e um pouquinho de sangue também (sim, é melhor não se apegar aos personagens…). Uma história que também nos apresenta elementos da mitologia grega e que transpõe, de maneira muito interessante e natural, a barreira entre o real e o fantástico.

“Mas a verdade é que sou apenas uma garota com medo de não conseguir cumprir o seu propósito, insegura de que os resultados não sejam bons”

O fato de ter ação e suspense na medida certa nos prende a esse livro, além dele ter capítulos alternados entre presente e passado que, aos poucos, vão se ligando e nos fazendo encaixar as peças desse quebra-cabeça fantástico (sim, nos dois sentidos). Ao longo das páginas, portanto, vamos compreendendo como tudo começou (meses antes), ao mesmo tempo que acompanhamos (nos dias atuais) a busca de Amália e Heron por alguém que possa ajudá-los.

“Estamos sobrevivendo há muito tempo, talvez mais até do que consiga me lembrar. Me sinto impotente por não ter controle do que sou e tenho dentro de mim”

Narrado em primeira pessoa, O despertar da profecia também consegue nos mostrar o amadurecimento de seus personagens, principalmente da narradora protagonista, a que mais sofre com tudo o que acontece. E, ao final, muitas respostas nos chegam por meio da narrativa de outro personagem. Mas fiquem espertos: como esse é só o primeiro volume de uma série, ainda há muito por vir!

“Heron passou a ser meu ponto de apoio entre a sanidade e a loucura. Me entendendo, me aceitando e sabendo que não sou louca”

Se interessou pelo que O despertar da profecia tem a te oferecer? Então clica aqui!

Surpresas de Natal (Antologia)

Título: Surpresas de Natal
Organização: Equipe Lettre
Editora: Lettre
Páginas: 267
Ano: 2019

surpresas de natal blog

Para você que gosta desta época natalina e, mais ainda, de ler histórias de natal, a antologia Surpresas de Natal, da editora Lettre, é um prato cheio. Mas não se engane: nem tudo são flores nesta época em que esperamos paz, amor e prosperidade. E esse livro também está aqui para nos lembrar disso.

Com contos bem variados, que vão desde fantasias leves até thrillers, passando por romances hot, Surpresas de Natal é uma antologia capaz de agradar públicos diversos e nos surpreender com a escrita dos autores, muitos deles iniciantes. Mas, para abir uma antologia como essa, nada melhor que um poema que nos faça refletir. Assim, “Sem lareira” (Iara Melchor) é o primeiro texto deste livro.

Depois disso, por meio da forma como os contos foram organizados, passamos a navegar por estilos literários diversos, sem que a leitura caia na mesmice. Para quem gosta de histórias de amor mais leves, por exemplo, temos “Milagre de natal” (Crislaine Borges), “Tudo o que eu quero é você” (Vittoria D’Amato), “Os natalinos” (Rebeca dos Santos) — que provavelmente vai te fazer rir —, “O natal pode te surpreender” (Milena Santos) e “Os sinos tocavam” (Verônica Matioli). Agora, se você quer romance com uma pitada mais caliente, temos “Meu corpo ao teu” (Kadu Hammett), “O sedutor natalino” (Thamires Ricardo) e “Festa à fantasia” (Ana Carolina).

Para quem é mais radical e destemido(a) temos “Serial Killer do Natal” (Alda de Medeiros), “Seu desejo é uma ordem” (Simone Soares), “Espírito Natalino” (Larissa Oliveira) e “A carta de Noel” (Alessandra R. Abreu).

Há, ainda, um conto de fantasia mais leve e super gostoso de ler, que é “O natal dos Yroi” (Alessandra R. Abreu). Mas também há contos mais metafóricos, que abordam uma temática para além da natalina e que considero bem importantes e, tudo isso, usando da magia do natal para nos fazer refletir. É o caso de “O natal do bem e do mal” (Fabiane Rodrigues), que nos transmite uma linda mensagem de paz, e “O natal de Andesvil” (Adryelle Souza), que aborda um grande problema que parece assolar cada vez mais nossa sociedade.

Por fim, os contos que me deixaram com mais sensação de natal foram “A santa ceia” (Fabiane Rodrigues), “Amor no natal” (Alda de Medeiros) e, fechando com chave de ouro a antologia, “Cadê o papai Noel” (Ingrid Sousa), que além do espírito natalino, ainda nos faz pensar sobre as nossas vidas, com uma mensagem muito importante, ideal para nos fazer começar 2020 de maneira mais leve.

Se interessou por essa Antologia? Então clica aqui! E aproveite que ela está gratuita de 24/12 a 28/12/2019.