Diário de Escola – Daniel Pennac

Título: Diario di scuola
Original: Chagrin d’école
Autor: Daniel Pennac
Editora: Universale Economica Feltrinelli
Páginas: 243
Ano: 2017 (10º edição)
Tradução (para o italiano): Yasmina Melaouah

Diário de escola não é o primeiro livro que leio de Daniel Pennac e, espero, não será o último. O autor tem uma escrita leve e fluída e trata de assuntos que muito me interessam. Neste livro, por exemplo, ele fala sobre alunos com baixo rendimento escolar e faz isso com propriedade por conhecer os dois pontos de vista: como aluno, Pennac era considerado um fracasso; como professor, ele tem de lidar diariamente com estudantes que não possuem um desempenho satisfatório.

“Basta um professor – apenas um! – para nos salvar de nós e nos fazer esquecer de todos os outros”

Diário de escola (pg. 209)

É muito interessante o modo como o autor nos mostra que o “mau aluno” muitas vezes (quase sempre, na verdade) é fruto da forma como os outros o tratam: considera-se o “mau aluno” um aluno perdido e não é dada a chance para que ele prove o contrário. Mais que isso: o próprio estudante deixa de acreditar em si mesmo.

“E é esse o destino do ignorante: ninguém acredita nele”

Diário de escola (pg. 73)

 

O livro é dividido em 6 grandes capítulos (que chamarei de seções), cada um deles subdividido em 12 capítulos menores. Apenas as seções possuem título e são acompanhadas de uma epígrafe, como mostrarei abaixo:

I- O aterro de Djibuti

Estatisticamente tudo se explica; pessoalmente tudo se complica.

II- Tornar-se

Tenho doze anos e meio e não concluí nada

III- Nós ou o presente da encarnação

Nunca conseguirei

IV- Mas então você faz isso de propósito

Não fiz de propósito

V- Maximilien ou o culpado ideal

Os professores nos tiram do sério

VI- O que significa amar

Neste mundo é preciso ser um pouco bom demais para ser o suficiente (Marivaux, Il gioco dell’amore del caso).

Diário de escola foi um livro que tive vontade de falar para o mundo sobre. Ele é uma importante ferramenta para professores, uma ótima leitura para curiosos e uma excelente ajuda para “maus alunos”. Um livro, portanto, para muitos gostos.

“Nada sai como o previsto, é a única coisa que o futuro nos ensina quando se torna passado”

Diário de escola (pg. 43)

A minha vontade é citar quase metade do livro aqui, mas não quero estragar o prazer da leitura daqueles que se interessaram por ele. Deixo, então, apenas mais uma citação e aproveito para dizer que li o livro em italiano e todas as citações que aqui aparecem foram traduzidas por mim do italiano para o português.

“Reduzidos a nós mesmos, somos reduzidos a nada. Tanto que, por vezes, nos suicidamos”

Diário de escola (pg.58)
A edição brasileira pode ser encontrada aqui.

3 comentários em “Diário de Escola – Daniel Pennac

Se gostou, comente aqui (;

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s