Artigo: O Sagrado e o Profano na Urbanidade

Título: O Sagrado e o Profano na Urbanidade: Borges — Análise do Poema "Carnicería"
Autor: Victor de Lima Torquato de Andrade 
Revista La Junta, v.2, nº 1
Páginas: 6
Ano: 2018
Disponível aqui

Victor

Jorge Luis Borges é, muito provavelmente, um nome que você já ouviu falar em algum momento de sua vida. Sendo sua obra vasta, no entanto, é de se esperar que ainda haja muito a ser explorado. E é justamente isso que encontramos no artigo O Sagrado e o Profano na Urbanidade: Borges — Análise do Poema “Carnicerías” que analisa um poema de Borges pouco conhecido e estudado.

O título do artigo, por si só, já é algo capaz de despertar a atenção do mais variado tipo de leitor, destacando que o artigo trata de temas interessantes como “sagrado”, “profano” e “urbanidade”. E, para além disso, a atenção desse leitor é capturada logo nas primeiras linhas, pois podemos perceber que não se trata de um simples artigo científico, mas de um artigo dotado de certo lirismo, além do fato do autor manter um diálogo com o leitor.

Em O Sagrado e o Profano na Urbanidade: Borges — Análise do Poema “Carnicerías”, Victor analisa — ou, para usar as palavras dele “disseca” — verso a verso o poema de Borges, de maneira nem um pouco monótona. O interessante é que podemos entrar em contato com uma poesia pouco explorada de Borges de maneira profunda, ainda que em poucas páginas. Claro que o fato do poema ser breve nos permite a chegar a uma análise tão detalhada e interessante, mas sem dúvidas a forma com que Victor nos conduz a essa análise é essencial para que possamos obter um bom conhecimento do poema em questão. É interessante que, ao ler o artigo, nos damos conta inclusive da precisão na escolha vocabular de Borges.

Carnicerías  faz parte do primeiro livro de poesias de Borges: Fervor em Buenos Aires. Uma obra realmente esquecida por seus leitores e que foi publicada em 1923. No artigo que aqui apresento, Victor menciona também a relação da intensidade que há no poema e no título do livro ao qual ele pertence.

Este artigo é realmente interessante e — coisa rara no mundo acadêmico — pouco maçante. Chegar a um resultado desses não é tarefa para qualquer um: Victor tem intimidade com a poesia, sendo ele mesmo escritor de belíssimas poesias e, por isso, foi capaz de ir direto ao ponto do poema, de maneira clara e linda. Publicar esse artigo foi outra tarefa árdua, motivo pelo qual faço questão de trazê-lo à tona! Não deixem de conferir e comentar aqui o que acharam!

Assinatura

Um comentário em “Artigo: O Sagrado e o Profano na Urbanidade

Se gostou, comente aqui (;

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s